domingo, 25 de dezembro de 2011

esse risco que desce de minha cabeça, de pronta prontidão,



entalar em minha garganta, correr ante meus ombros pesando feito chumbo o anjo que em mim adormece. súplicas antes tão dóceis, agora jorram poeira de xícaras porcelanadas, o grito roxo que acoberta a dor, cores vibrantes gritando por sentimentos, mesmo que imaginários e inúteis. criou o Supremo, o ser pensante, arrepender-se-á de tanta futilidade. dons cristalinos destroçados por finas mãos. ser pensante é ser tão fraco quanto um pendulo oscilante lutando inutilmente contra a força maligna que o move, sem compaixão ou motivo.  guiar a confiança até as estrebarias da morte. ao lugar do pão encontrei pedra, ao lugar do leite obtive sangue, sangue azul e refinado, do qual não me serviu para nada além de grandes arfadas.

retirado do meu antigo blog shyxaua's káah

Nenhum comentário:

Postar um comentário

• Fique à vontade para comentar e dar a sua opinião! Todos os pontos de vista são bem vindos!

• Me avise se seguir o blog, que eu sigo de volta!

◘ Aproveite e clique em "Leu" na barrinha rosa aí embaixo, logue com o seu Facebook, e gerará pontos acumulativos que servirão para sorteios e premiações futuras.

• Deixe o LINK do seu blog no final do comentário.